Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Física Moderna > Física Moderna > Constante de Planck com LED
Início do conteúdo da página
Física Moderna

Constante de Planck com LED

Descrição do Experimento


Este experimento permite obter o valor aproximado da constante de Planck, usando um circuito simples com lâmpadas do tipo LED (sigla em inglês de Light-Emitting Diode, cuja tradução para o português é Diodo Emissor de Luz). Para a construção do aparato experimental utilizamos três LEDs (nas cores vermelha, verde e azul), um resistor, um potenciômetro, duas pilhas como fonte de tensão e um multímetro de baixo custo. Com estes materiais montamos um circuito divisor de tensão (ver figura), a fim de variar a voltagem à qual os LEDs foram submetidos. Variamos a tensão até que cada LED acendesse com um mínimo de luminosidade, ou seja, com uma voltagem mínima capaz de gerar uma corrente elétrica no LED de forma a acendê-lo. Este limiar de voltagem é medido com o multímetro colocado na escala de tensão contínua. Este procedimento é repetido para os três LEDs de diferentes cores, determinando-se o limiar de tensão em cada um dos casos. Com as medidas obtidas para cada LED calculamos a constante de Planck.

Material Utilizado


  • 1 LED de alto brilho vermelho
  • 1 LED de alto brilho verde
  • 1 LED de alto brilho azul
  • 4 bornes (conectores) vermelhos e pretos
  • 1 multímetro
  • 1 knob (botão para o potenciômetro)
  • 1 potenciômetro de 20 k Ohm
  • 1 resistor de 1800 Ohm
  • 1 conector para pilhas
  • 2 pilhas AA de 1,5V
  • Pedaços de fio elétrico
  • Base de madeira

Links Relacionados


Artigos em português:

Artigos em outros idiomas:

Vídeos em português:

Vídeos em outros idiomas:

registrado em:
Fim do conteúdo da página